Roupas eletrónicas do futuro para o presente

  • 09 julho 2019, terça-feira
  • Roupa

Os avanços na eletrónica e comunicação sem fios estão permitir novos objetos portáteis, para melhor assistência domiciliária, monitorizar o stress ou a capacidade humana durante atividades físicas desgastantes. Mas as atuais aplicações estão longe de ser completamente integradas – apresentam problemas de transporte, de conforto ou são simplesmente inadequadas. A eletrónica têxtil oferece a perspetiva de integrar novas funções eletrónicas às nossas roupas, mantendo o mesmo aspeto, conforto e leveza. Atualmente, a eletrónica têxtil é feita essencialmente por colagem de dispositivos eletrónicos a tecidos, tornando-os muito rígidos e suscetíveis a defeitos. A integração completa com uma eficiência aceitável a baixo custo permitirá um uso generalizado, com a possibilidade de incluir em camisas, casacos, calças e, por que não, roupa interior ecrãs táteis ou aplicações médicas, portáteis e vestíveis.

A nanotecnologia e materiais à base de carbono permitem que pequeníssimos dispositivos eletrónicos sejam incluídos na roupa, de uma forma invisível, conferindo novas propriedades a fibras e tecidos. Um exemplo recente desenvolvido na Universidade de Aveiro (UA) inclui uma técnica pioneira que permite que fibras totalmente eletrónicas sejam entrelaçadas em tecidos têxteis. A descoberta pode revolucionar a criação de dispositivos eletrónicos vestíveis para uso numa variedade de aplicações diárias, desde a monitorização médica até aos diagnósticos médicos.

Helena Alves (Universidade de Aveiro/CICECO)

Artigo publicado na edição nº15 da HS

Newsletter Hotelaria & Saúde

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre gestão hoteleira em unidades de saúde e bem-estar.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.