ECDC divulga orientações sobre vigilância da COVID-19

O Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) publicou orientações destinadas aos Estados-Membros para a implantação da vigilância do novo coronavírus nas unidades de cuidados continuados na União Europeia (UE) e no Espaço Económico Europeu (EEE).

Estas orientações surgem na sequência de intercâmbios de alto nível entre a vice-presidente Dubravka Šuica, os comissários Stella Kyriakides, Nicolas Schmit e Helena Dalli, bem como os representantes dos prestadores e utilizadores de serviços sociais, sobre a sua situação particularmente difícil.

Segundo a Comissão Europeia, as pessoas com mais de 65 anos, especialmente as que já têm problemas de saúde, e as pessoas com deficiência, são afetadas pela COVID-19 de forma desproporcionada.

Por exemplo, em muitos Estados-Membros da UE, o número de mortes por COVID-19 em estruturas de cuidados de longa duração representa 30 a 60 por cento de todas as mortes. Esta circunstância requer atenção não só para a saúde e a segurança destes grupos vulneráveis, mas também para o pessoal que trabalha nessas estruturas e que está particularmente exposto.

Assim, a abordagem para testes e relatórios desempenha um papel crucial na proteção destes profissionais e dos utilizadores de serviços em cuidados continuados.

O documento divulgado fornece diretrizes para os Estados Membros da UE/EEE que planeiam implementar sistemas de monitoramento em unidades de cuidados continuados, descrevendo os objetivos de vigilância, sugerindo uma classificação de casos suspeitos e da forma como devem ser feitos os testes laboratoriais, entre outras orientações.

Newsletter Hotelaria & Saúde

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre gestão hoteleira em unidades de saúde e bem-estar.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.