Lar de idosos toma medidas de segurança adicionais para visitas

As residências do grupo ORPEA retomaram as visitas aos residentes dos seus estabelecimentos depois de implementadas medidas adicionais de segurança de resposta ao surto de COVID-19.

Para além das medidas estabelecidas pelo Governo e pela Direção-Geral da Saúde, o grupo está a realizar testes serológicos, complementares aos testes feitos até à data, e as equipas de funcionários de cada residência realizaram períodos de confinamento voluntário rotativos de 14 dias. Foram ainda estabelecidos circuitos de circulação diferenciados para trabalhadores e materiais, com o objetivo de prevenir e reduzir qualquer risco de contágio.

O grupo ORPEA iniciou “uma diminuição do confinamento e um retorno prudente à normalidade e às rotinas diárias dos residentes com uma gestão rigorosa do regresso aos encontros entre residentes e familiares”, lê-se em comunicado divulgado.

As visitas serão realizadas uma vez por semana, mediante marcação prévia, de forma a garantir a utilização adequada do espaço que lhe esta´ alocado e a respetiva higienização entre visitas. Estas terão a duração de 30 minutos e serão limitadas a um familiar por visita, sendo obrigatório o uso de equipamento de proteção individual (EPI) e o cumprimento de todas as medidas de distanciamento físico e higienização das mãos. As visitas serão realizadas num local definido por cada residência e os familiares apenas terão acesso a este espaço.

As residências ORPEA mantêm ainda todos os canais de comunicação que têm promovido o contacto entre residentes e familiares durante o isolamento, tais como a utilização de tablets, para a realização de chamadas de vídeo, e a caixa de mensagens no site do grupo, que possibilita os familiares ou amigos o envio de mensagens para os residentes, que são depois reencaminhadas para cada destinatário.

Newsletter Hotelaria & Saúde

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre gestão hoteleira em unidades de saúde e bem-estar.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.