Hotelaria e avaliação do desempenho hospitalar

  • 31 dezembro 2019, terça-feira
  • Gestão

Nos hospitais, em que medida a hotelaria tem influência na sua avaliação de desempenho?

A resposta a esta questão é pertinente por um conjunto de razões. Em primeiro lugar, a avaliação do desempenho sinaliza, em certa medida, quais deverão ser os objetivos prioritários, pelo que tem um efeito mobilizador sobre todas as áreas do hospital no sentido de os atingir. Acresce ainda que os modelos de pagamento pelo desempenho colocam exigências adicionais à atividade hospitalar, uma vez que uma parte dos recursos financeiros recebidos pelo hospital é determinada pela sua capacidade de atingir os objetivos estabelecidos. Em segundo lugar, a interdependência entre os cuidados clínicos e as condições hoteleiras torna as segundas uma componente importante da prestação de cuidados e, consequentemente, da avaliação do seu desempenho. Em terceiro lugar, contextos de elevadas restrições financeiras acarretam dificuldades adicionais na manutenção e renovação das condições hoteleiras dos hospitais, pelo que importa também refletir em que medida essa situação pode influenciar o desempenho da instituição. Em quarto lugar, a alteração do perfil dos doentes traduz-se numa fragilidade crescente, não só dos doentes, mas também dos seus acompanhantes e cuidadores. Coloca-se, assim, uma pressão adicional sobre as instituições, que requer novas respostas, ajustadas a estas dificuldades acrescidas, tanto por parte das áreas clínicas como não clínicas.

Nos anos 80, Donabedian propôs que a avaliação do desempenho fosse realizada em três perspetivas: estrutura, processo e resultados. Entende-se que a avaliação do desempenho na perspetiva da “estrutura” descreve as condições em que decorre a prestação de cuidados, enquanto na perspetiva do “processo” descreve aquilo que é feito durante a prestação e na perspetiva dos “resultados” descreve as consequências da prestação de cuidados. (...)

Artigo completo na Hotelaria e Saúde nº16 jun/dez 2019

Sílvia Lopes, professora auxiliar, e Teresa Magalhães, professora auxiliar convidada, ambas da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/NOVA), do Centro de Investigação em Saúde Pública (CISP/NOVA), e da Universidade NOVA de Lisboa

Newsletter Hotelaria & Saúde

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre gestão hoteleira em unidades de saúde e bem-estar.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.