Guia de roupa hospitalar - Um projeto de ajuda à hotelaria hospitalar portuguesa

  • 18 junho 2012, segunda-feira
  • Roupa

Em virtude das dificuldades financeiras que as instituições de saúde atravessam, a problemática dos custos associados à roupa hospitalar, entende-se como um alvo primordial de atenção.

A correta gestão da roupa hospitalar nas instituições de saúde constitui-se como um fator primordial para a diminuição de custos, nomeadamente através de ferramentas e desenvolvimento de procedimentos de todo o processo inerente à aquisição, tratamento e manuseamento da roupa, promovendo deste modo um ganho de eficácia e eficiência.

Normalmente as instituições de saúde não consideram prioritária a gestão da roupa hospitalar, motivo pelo qual na maioria dos casos não se conhecem critérios rigorosos na escolha dos artigos. Todavia, a Associação Portuguesa de Hotelaria Hospitalar, acredita que esta realidade pode mudar.

Garantir uma adequada higienização da roupa hospitalar, significa ajustar vários fatores durante o tratamento, que independentemente da sua combinação resultam numa ação bastante agressiva para os artigos. Por outro lado, a existência de roupa hospitalar de baixa qualidade resulta numa diminuição significativa do tempo de vida destes produtos, obrigando a aquisições com maior frequência. Para além destes, existem outros fatores que provocam uma maior frequência de aquisições, tais como o uso indevido, ou o extravio em transferências ou altas dos utentes.  

O artigo aborda ainda os tópicos:

  1. A roupa nos hospitais portugueses
  2. Processo de aquisição/ locação de roupa hospitalar
  3. Controlo de qualidade no tratamento de roupa hospitalar.

Carla Mendes

Membro do Conselho Editorial da hotelaria & saúde | Coordenadora do Gabinete de Gestão Hoteleira do Centro Hospitalar da Cova da Beira

Se quiser colocar alguma questão, envie-me um email para cmendes@chcbeira.min-saude.pt

Newsletter Hotelaria & Saúde

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre gestão hoteleira em unidades de saúde e bem-estar.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.