Estudo analisou as mudanças feitas nos cuidados de saúde

  • 23 outubro 2020, sexta-feira
  • Gestão

A Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH) promoveu, com a consultora espanhola HIRIS e com o apoio da TEVA Portugal, o estudo “Aprendendo com a COVID-19, a visão dos gestores de saúde em Portugal”.

Os objetivos passam por “identificar, por um lado, a resposta e as mudanças feitas nos cuidados de saúde para responder à pandemia documentando, o mais rapidamente possível, a inovação realizada nas instituições de saúde durante este período, e por outro, recolher a opinião dos gestores de saúde sobre as lições aprendidas e como estas impactam os cuidados de saúde no futuro imediato”, lê-se em comunicado.

De acordo com a APAH, a metodologia do estudo incluiu um total de 34 entrevistas em profundidade baseadas em perguntas semiestruturadas, conduzidas por telefone entre 12 de setembro e 5 de outubro de 2020.

A amostra incluiu 27 presidentes de hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), três presidentes de hospitais das Regiões Autónomas, os dois secretários regionais da saúde (Açores e Madeira) e dois presidentes de administrações regionais da saúde em Portugal.

O estudo, dividido em quatro áreas principais de investigação, concluiu que:

  1. Resposta à pandemia: Coordenação de ação e uma rápida curva de aprendizagem;
  2. Valorização da resposta: Necessidade de trabalho em rede e cooperação interprofissional;
  3. Desafios para o futuro: Consolidar as experiências organizacionais inovadoras e necessidade de reforço de profissionais e do orçamento;
  4. Papel da indústria farmacêutica: Garantir a cadeia de abastecimento e desenvolvimento de uma nova relação baseada em maior colaboração e responsabilidade social.

Em suma, o estudo demonstra que “o SNS está hoje mais bem preparado para combater uma curva epidémica que se pode prolongar no tempo”.

A APAH alertou para a importância de não baixar a guarda no controlo da pandemia em termos de transmissão comunitária e nas próprias instituições de saúde.

“O SNS teve uma rápida curva de aprendizagem na resposta à epidemia e muitas das mudanças produzidas e a experiência adquirida devem servir para consolidar o sistema de saúde de forma a torná-lo mais forte, mais eficaz e coordenado”, acrescentou a associação.

Segundo a APAH, apesar dos resultados positivos, existem ainda “desafios a vencer”, nomeadamente os casos adiados durante a pandemia, salientando a necessidade de mais reforços orçamentais e profissionais e da continuação da consolidação das “experiências inovadoras e de transformação, organização, coordenação e gestão que ocorreram durante a pandemia.

Newsletter Hotelaria & Saúde

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre gestão hoteleira em unidades de saúde e bem-estar.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.