CHUCB acreditado como entidade formadora pelo INEM

  • 04 março 2020, quarta-feira
  • Gestão

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) atribuiu ao Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira (CHUCB) a acreditação como formador em Suporte Básico de Vida com Desfibrilhação Automática Externa (SBVDAE).

Os formandos serão capazes de adotar todos os procedimentos preconizados e recomendações dadas pelo European Resuscitation Council (ERC), ao lidar com uma vítima em paragem cardiorrespiratória (PCR). Assim, espera-se que, com a formação certificada que será ministrada pelo CHUCB, os índices de morbilidade e mortalidades associados à PCR sejam reduzidos substancialmente e que a probabilidade de sobrevivência da vítima seja aumentada.

“Está demonstrado que a desfibrilhação precoce, realizada entre 3 a 5 minutos após o colapso da vítima, resulta em taxas de sobrevivência de 50 a 70%. Constitui-se assim como fundamental a intervenção rápida de quem presencia uma PCR, com base em procedimentos específicos e devidamente enquadrados pela designada Cadeia de Sobrevivência. A Cadeia de Sobrevivência interliga os diferentes elos, que se assumem como vitais, para o sucesso da reanimação: ligar 112, Reanimar, Desfibrilhar e Estabilizar”, pode ler-se no manual de SBVDAE do INEM.

A PCR é uma das principais causas de morte na Europa e nos Estados Unidos da América, afetando entre 55 a 113 pessoas por cada cem mil habitantes, “estimando-se entre 350,000 – 700,000 indivíduos afetados por ano, só na Europa”, lê-se no mesmo documento.

Newsletter Hotelaria & Saúde

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre gestão hoteleira em unidades de saúde e bem-estar.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.