Armários eletrónicos para roupas de trabalho

  • 10 abril 2017, segunda-feira
  • Roupa

A solução de Armários Dispensadores Eletrónicos da JJL fornece acesso prático às roupas de trabalho limpas.

Todos os têxteis são providos de um chip RFID que permite o controlo total e rastreabilidade. Os armários são facilmente colocados em corredores ou balneários, proporcionando fácil acesso a roupas de trabalho limpas.

Um ciclo fechado, onde todas as roupas de trabalho podem ser rastreadas, é possível com o uso da tecnologia RFID. Esta opção confere controlo total e otimiza a logística entre o fornecedor e o utilizador final. Os resíduos são minimizados, o que contribui para a redução de custos.

Os armários RFID registam o que se encontra em cada prateleira.

Quando o utilizador abre o armário, utilizando o seu cartão de identificação, o registo da roupa retirada é alocado a pessoa. Quando a porta se fecha, o sistema faz automaticamente o inventário dos seus conteúdos. Na conta do utilizador, a creditação é feita quando as roupas são depositadas no recipiente de retorno designado.

Esta solução apresenta diversas vantagens, como o controlo completo de todas as roupas de trabalho. Assegura também que o utilizador tem as roupas de trabalho certas no lugar certo à hora certa e que o processo de ordenação é automático. A quantidade de resíduos é minimizada e gera-se economia de espaço.

Armários funcionais de alta capacidade

Os armários são fáceis de instalar, mesmo em espaços limitados. Cada armário mede 218 x 50 x 50 cm e pode armazenar até 100 peças de vestuário. O utilizador pode obter uma visão geral dos tamanhos disponíveis, olhando através das janelas de vidro da porta, sem ter de a abrir. A velocidade de fornecimento de roupa é, numa solução com 10 armários, de aproximadamente 30 utilizadores/minuto. Esta solução utiliza uma área total de 2.5m² e armazena 1.000 peças de vestuário.

O número de peças de vestuário que cada utilizador tem permissão para remover é configurado no sistema. Se a quantidade máxima é atingida, o utilizador é bloqueado até a roupa ter sido devolvida. O cliente decide sobre os níveis de pedidos a serem inseridos no sistema. Os armários, em seguida, geram ordens automáticas para reabastecer.

As unidades de retorno estão disponíveis em formas diferentes, variando em tamanhos e funções, dependendo do número de utilizadores.

O fornecedor de têxteis recebe as ordens e transporta os produtos têxteis para os armários de RFID. Após a utilização, os artigos de vestuário são depositados na unidade de retorno, sendo então recolhidos pela lavandaria para serem lavados. Cada peça individual pode ser rastreada através da cadeia logística.

O software de administração lida com as ordens e procedimentos de inventário. Mais informações em www.jjl.pt

Newsletter Hotelaria & Saúde

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre gestão hoteleira em unidades de saúde e bem-estar.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.