Caldas da Rainha recebe Semana Termal de 16 a 20 de maio

Entre 16 e 20 de maio, decorre nas Caldas da Rainha a Semana Termal, um conjunto de iniciativas no âmbito do termalismo que deverão, nas palavras do presidente da autarquia, Fernando Tinta Ferreira, representar “um passo relevante na concretização da aposta local em tornar as Caldas da Rainha um polo de atratividade nesta área”.

A autarquia tem em curso um plano de reabilitação do Hospital Termal que envolve um investimento de 2,5 milhões de euros. “O executivo está a trabalhar no sentido de reabrir parte dos tratamentos termais já no último trimestre de 2017 e os restantes em 2018. Perante o abandono continuado do Hospital Termal pelo Estado, a Câmara Municipal decidiu assumir a gestão destes equipamentos e realizar os investimentos e as obras necessárias com o apoio de fundos comunitários e de outros parceiros”, adianta Tinta Ferreira, citado por um comunicado da autarquia.

De entre as atividades a decorrer durante a Semana Termal destaca-se o X Congresso Internacional da Sociedade Portuguesa de Hidrologia Médica, cuja sessão de abertura será presidida pelo Secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado. Realce ainda para a realização assembleia-geral da EHTTA - European Historic Thermal Towns Association (Associação Europeia das Cidades Históricas com Termas), que contará com representações das 30 cidades associadas daquele organismo que pretende colocar os problemas e as potencialidades do termalismo na agenda política europeia.

Em 2016 foi formalizada a adesão de Caldas da Rainha à Rede Europeia de Cidades com Termas. O município foi, de resto, a primeira cidade portuguesa a aderir. Esta adesão, juntamente com a realizada à Associação de Termas de Portugal, contribui para a promoção do termalismo das Caldas da Rainha e daquele que é o hospital termal mais antigo do mundo, fundado em 1485 pela Rainha D. Leonor.

Newsletter Hotelaria & Saúde

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre gestão hoteleira em unidades de saúde e bem-estar.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.